Alexa
CONTATO: (31)3646.2330 | WHATSAPP: (31) 9960.8282
Dr Daniel Borges Plástica

Cirurgia plástica pode acabar com o bullying?

Por: | 3 de julho de 2013

Infelizmente, na sociedade as pessoas são julgadas pela aparência. Por este motivo, muitas vezes alguma pessoas que estão fora dos “padrões” acabam sendo vítimas de chacotas e de bullying. O bullying acontece com pessoas de diferentes idades, não importa a classe social ou sexo. Os motivos são vários, basta ter um nariz um pouco grande, um rosto muito fino ou orelhas de abano para que as piadas comecem. Os mais prejudicados são as crianças, que querem deixar de fazer atividades que antes lhes davam prazer. Contudo, os mais velhos também não ficam de fora, há casos em que não querem nem sair de casa. Muitos acabam recorrendo à cirurgia plástica para tentar amenizar a situação.

O que é o bullying?

Bullying vem de “bully”, uma palavra inglesa que quer dizer “valentão”. O bullying ocorre quando alguém é agredido, seja física, verbal ou psicologicamente. Ele ficou bastante conhecido por ocorrer muito nas escolas, quando algum menino ou menina faz outros alunos passar por situações constrangedoras. Mas, é bem comum acontecer no trabalho e, às vezes até dentro de casa. Quem é vítima acaba temendo o agressor e por este motivo pode deixar de praticar certas atividades do dia-a-dia. Ele não acontece somente pela aparência de quem o sofre, mas este é um dos principais motivos.

Cirurgia plástica pode resolver o problema?

A cirurgia plástica é uma maneira que as pessoas encontram para acabar com o bullying quando ele ocorre por causa da aparência. São bastante comuns cirurgias como a rinoplastia e otoplastia. A rinoplastia tem como objetivo corrigir o tamanho e o formato do nariz. Ela ajuda muito quem o sofre por ter um nariz grande. A otoplastia serve para corrigir as orelhas. Com ela é possível acabar com as orelhas de abano. A cirurgia deve ser bem pensada. É inegável que as agressões nem sempre acabarão completamente, mas podem diminuí-las muito.

Leave a Reply