Alexa
CONTATO: (31)3646.2330 | WHATSAPP: (31) 9960.8282
Dr Daniel Borges Plástica

Calvície feminina pode causar depressão

Por: | 11 de maio de 2017

Você que é mulher, independentemente da idade, jovens e maduras, todas têm uma preocupação muito grande quando o assunto é o cabelo. Afinal, ele de fato é um dos grandes responsáveis pela harmonia do rosto, não é mesmo?

Porém, apesar de ser um assunto não muito discutido dentro do universo feminino, a calvície é um problema muito grave e estima-se que ela atinja cerca de 40% das mulheres após os 50 anos.

Em alguns casos, as mulheres que sofrem de calvície chegam a perder boa parte dos fios. Em outras não é um grau tão alto, mas também pode atrapalhar bastante a vida social e comprometer a autoestima.

Há diversos causadores do problema, sendo a genética um dos mais comuns. Não é porque sua mãe ou algum outro parente ficou calvo que você também irá ficar, entretanto, as chances são maiores, sim, por isso é essencial fazer um acompanhamento e uma investigação mais específica sobre o problema.

Inclusive, o primeiro passo para tratar a calvície feminina é excluir a dúvida sobre se trata-se de queda excessiva ou de fato é calvície.

É importante ressaltar também que a calvície feminina pode ser causada pela menopausa, falta de cobre, zinco ou ferro e até pelo estresse. Diferentemente dos homens, elas ainda possuem uma enzima que protege o couro cabeludo, chamada aromatase.

Depressão, doença preocupante e que afeta muitas mulheres

Você sabia? Normalmente nosso ciclo capilar faz com que cada fio costume durar de dois a sete anos no couro cabeludo. Depois eles caem, pois é preciso renovar os fios, então é preciso entender que essa queda é aquela necessária e natural.

Inclusive, é normal perdermos até cem fios de cabelo todos os dias. Com a calvície feminina, a queda é bem maior, e eles crescem cada vez em uma quantidade menor.

Pessoas que costumam ter problemas de calvície ficam bastante abaladas, podendo sentir vergonha, atrapalhando até mesmo as tarefas do cotidiano, pois algumas nem sair de casa querem mais.

A tristeza acaba virando parte da rotina de diversas mulheres calvas, resultado assim na depressão, doença preocupante e que afeta muitas mulheres que sofrem de calvície.

Alguns dos sintomas da depressão podem ser identificados com uma sensação de cansaço, passam a se, se sentirem desmotivadas constantemente, além disso, costumam ter medo e insegurança. Às vezes, até pensam em se suicidar, pois não veem mais sentido na vida.

Qual seria o tratamento ideal para quem sofre de calvície feminina?

Primeiramente, como falamos anteriormente neste artigo, é preciso identificar se trata-se apenas de uma queda mais expressiva, ou se é de fato calvície feminina.

Após avaliação de um especialista, em casos mais graves, e principalmente quando a calvície já está bastante avançada, um dos tratamentos indicados é de transplante capilar.

O transplante capilar, que deve ser feitos por cirurgiões plásticos capacitados, permite retirar fios de outra área do cabelo da paciente e transplantá-los para o local que estiver calvo.

Depois de feita a cirurgia, esses novos fios irão cair em pouco tempo, porém depois voltarão crescer. Quem tem depressão devido ao problema de calvície feminina se sente muito melhor após a cirurgia plástica. A melhora na autoestima é visível, muitas se sentem mais alegres e têm vontade de fazer coisas que antes não tinham.

Não perca a vontade de cuidar de si mesma e procurar sempre novas alternativas para se sentir bem. Quem tiver em interesse no tratamento de transplante capilar em Belo Horizonte, e gostaria de esclarecer outras dúvidas sobre o tema, pode entrar em contato com a nossa equipe.

Nosso telefone é o (31) 3646-2330, ou se preferir envie um WhatsApp (31) 9960.8282. Estamos localizados na Av. do Contorno, 4747, LifeCenter, Sala 1113 – 30110-090 – Belo Horizonte.

Capa-Facebook

Related Post

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Converse comigo